ROBÔ GIGANTE


TOP 5 – CINEMA by nagado
janeiro 28, 2009, 1:29 pm
Filed under: Nagado, Papo | Tags: , , , ,
Chegou a hora de uma listagem sobre o que de melhor o tokusatsu já produziu para o cinema, lembrando que o tokusatsu nasceu na tela grande, apesar de ter sido melhor acolhido na telinha. Não farei aqui uma lista dos filmes mais importantes na condição de especialista. O tokusatsu cinematográfico mais importante de todos os tempos é Godzilla, o original de 1954, o início de tudo. Criou fórmulas, conceitos e mudou a cara do cinema japonês. Rodou o mundo e virou ícone pop. Não é questão de gosto pessoal e não há o que discutir: Godzilla é o número 1 isolado quando se fala em tokusatsu para o cinema. Todo o resto está muitos degraus abaixo em termos de repercussão ou importância histórica.

A lista que vou divulgar a seguir é baseada somente em GOSTO PESSOAL, em filmes que eu vi e revi várias vezes, que me empolgaram e ficaram na memória. São somente filmes criados originalmente para o cinema, englobando diversas épocas. E como lista existe pra ser debatida, aguardamos suas opiniões. Agora, minha lista de movies de tokusatsu favoritos, em ordem de preferência:

1) Ultraman Tiga – A Odisséia Final (2000): O melhor trabalho de direção de atores que já vi num tokusatsu. Apesar da presença forte da Cap. Iruma (Mio Takaki), é Rena (Takami Yoshimoto) quem rouba a cena com uma atuação sensível e inspirada. Os vilões são ótimos, a produção é esforçada e a trilha sonora, que já era boa na TV, ganha ares cinematográficos. Drama e romance convincentes para quem não é mais um adolescente que fica só esperando a hora da luta. Aliás, as cenas de luta são ótimas, mas neste caso, nem precisavam ser.

2) Kamen Rider ZO (1993): Tenso, bem dirigido e com lutas e efeitos especiais espetaculares para a época, além de monstros assustadores e um herói carismático à moda antiga. Uma luta do herói contra o vilão Doras, que mostra uma longa tomada de cena única em que eles trocam golpes pelo cenário, é impressionante. Na época, ganhei o VHS original, que foi copiado exaustivamente e assistido dezenas de vezes, sem exagero.

3) Ultraman Tiga, Dyna e Gaia – Operação Superdimensional (1999): Duas crianças adoráveis carregam o filme nas costas e criam o fio condutor de uma poderosa aventura de Gaia. Geralmente não gosto de crianças em apuros, que aparecem aos montes no tokusatsu, mas neste caso escolheram atores-mirins de grande talento. As aparições de Tiga e Dyna acabam meio gratuitas, mas vê-los juntos pela primeira vez causou impacto na época.

4) Godzilla Final Wars (2004): Assistindo, dá pra entender como gastaram 35 milhões de dólares num tokusatsu. Nenhum filme do gênero jamais custou tão caro. O filme mais novo dos Ultras não chegou a custar 5 milhões. Monstros clássicos, vilões saídos dos anos 60, mas com um toque moderno, atores canastrões (como o lutador Don Frye falando só em inglês com os japoneses) e a maior orgia de destruição jamais vista no cinema japonês. É um filme insano e por isso mesmo, muito divertido.

5) Ultraman Mebius & Ultraman Brothers (2006): Um encontro de gerações histórico! Uma história simples e que não cansa. Atmosfera, interpretações e ação bem dirigidos e que dão grande regularidade ao filme. O tempo transformou os veteranos em atores ainda mais carismáticos. Pelo excesso de computação gráfica ruim, por pouco esse filme não cai fora da lista.

Lembrando que até o momento em que escrevi esta lista, ainda não havia assistido ao Chou Ultra 8 Kyodai (ou Superior Ultra 8 Brothers), a mais recente produção dos Ultras. Depois que eu assistir, comentarei aqui.
Anúncios