ROBÔ GIGANTE


REFLEXÕES SOBRE TOKUSATSU E A CULTURA POP JAPONESA by nagado
março 20, 2009, 1:47 pm
Filed under: Nagado, Papo

Hoje em dia, quando se fala em cultura pop japonesa (termo tão na moda), a maioria das pessoas se refere à combinação mangá, animê, games, cosplay e J-Music (basicamente, J-pop, J-Rock e Animesongs). O tokusatsu tem ficado de fora da definição, mas ele sempre foi parte essencial dessa indústria pop. Nos últimos anos, o tokusatsu tem perdido esse espaço porque é, com poucas exceções, associado a programas infantilóides cujo público formador de opinião (e que não seja meramente saudosista) é cada vez menor.

O tokusatsu não precisa ser sinônimo de programa infantil, apesar de ser na maioria das vezes, numa proporção muito maior que o animê. Ressaltando que eu não acho que uma produção violenta automaticamente se torna “adulta” ou mesmo “juvenil”. Por mais que os animês dos Cavaleiros do Zodíaco mostrem litros de sangue jorrando, aquilo jamais será um produto para adultos, exceto os adultos que cresceram gostando da série. Um produto mais adulto, do meu ponto de vista, tem mais a ver com uma visão de mundo mais elaborada. Por exemplo: um grupo de alienígenas numa espaçonave não tem condições de conquistar e controlar um país, muito menos um planeta. Quando se tem 8 anos, dá pra levar isso a sério. Já uma organização secreta que manipula pessoas para atingir seus objetivos, soa mais plausível e permite soluções menos forçadas como “vamos transformar algumas pessoas em abóboras e forçar a humanidade a se ajoelhar perante nosso Imperio, ah ah ah!!!”.

O tokusatsu como o conhecemos nasceu com o primeiro Godzilla (1954) e era um filme-catástrofe, feito para assustar, provocar reflexões e deixar a platéia boquiaberta com cenas espetaculares mesmo em um filme de baixo orçamento. Com a ida do gênero para a TV (onde encontrou seu veículo ideal) e com o passar dos anos, virou praticamente sinônimo de vitrine de merchandising e divulgação de brinquedos. As fábricas de brinquedos, aliás, foram assumindo as rédeas do controle criativo, ditando rumos e obrigando o uso de cada vez mais veículos, robôs e sub-transformações ou formas alternativas de personagens. A história foi ficando em segundo plano em relação aos apetrechos colecionáveis que são mostrados.

Particularmente, e sem correr o risco de ser saudosista demais, gosto de recordar aquelas cenas e episódios de seriados que surpreenderam, que foram além das expectativas e forneceram elementos para serem lembrados por muito tempo. As listas de filmes e séries que andamos soltando aqui, inclusive, valorizam exatamente títulos que se destacaram por seu roteiro, direção e desenvolvimento de personagens. Independente desses personagens darem origem a bonequinhos ou não.

Cabe aos produtores, roteiristas e diretores recuperar o espaço perdido para que o tokusatsu seja lembrado sempre como um dos pilares da cultura pop japonesa.

Anúncios


Homem Aranha da Toei de graça no site da Marvel by ricacruz
março 11, 2009, 6:52 am
Filed under: Uncategorized

Bizarro, mas tá rolando: o site da Marvel vai disponibilizar de graça todos os episódios da série em tokusatsu do Homem Aranha! Legal! O primeiro já está no ar. Qual será a periodicidade?

Li no Omelete.



A arte de Jaspion by ricacruz
março 4, 2009, 10:37 pm
Filed under: Uncategorized

Os DVDs do Jaspion estão no esquema. A primeira parte da série, como muitos já devem saber, sai no final de abril.

Estou acompanhando a diagramação da arte das caixas e boxes. Tá ficando o bicho. Esse é o material atual de divulgação. Alguma coisa pode mudar ainda.

box_jaspion

lata_jaspion1

jaspion

jaspion-vol-2

jaspion-vol-3

jaspion-vol-4

jaspion-vol-5