ROBÔ GIGANTE


Minhas 10 séries favoritas by nagado
dezembro 4, 2008, 5:01 pm
Filed under: Nagado, Papo

Outro dia, publicamos uma lista das 10 produções tokusatsu mais importantes na nossa opinião. Mas aquela era uma lista baseada em pesquisa e conhecimento do assunto. Como listas são divertidas de se fazer, resolvi criar uma com minhas 10 séries preferidas, baseadas somente em gosto pessoal (que pode variar de tempos em tempos). Depois, farei uma com os 10 movies ou filmes de cinema preferidos e convido os colegas de blog a fazerem o mesmo.

Eis minhas 10 séries tokusatsu favoritas, em ordem de preferência:

1> O Regresso de Ultraman (Kaettekita Ultraman, 1971) A série mais emocionante do tokusatsu. Personagens, histórias, trilha sonora, tudo funcionava incrivelmente bem. Definiu a idéia de Família Ultra e teve vários momentos antológicos.
2> Ultra Seven (1967) Uma série que elevou o tokusatsu a um patamar cult. O herói mais carismático de todos, em uma série que não envelheceu, dando um banho de inteligência em quase tudo o que foi feito depois.
3> Ultraman (1966) Grandes aventuras e uma equipe de investigadores que agia como uma divertida família. Clássico absoluto e uma série realmente experimental em seu tempo, definindo um gênero e um estilo.
4> Kamen Rider Black (1987) O melhor primeiro episódio que um seriado pode ter. Tenso, dramático, incrivelmente bem dirigido. O resto da série ainda rende momentos poderosos, como os encontros do herói com seu rival Shadow Moon.
5> Metalder (Chojinki Metalder, 1987) – O sofrimento poucas vezes foi tão poético. E poucas vezes um império do mal foi tão ameaçador.
6> Ultraman Mebius (2006 – inédito no Brasil) – Nostalgia é pouco nessa série moderna que liga as séries Ultra originais.
7> Ultraman Tiga (1996) – Sem grandes inovações, mas com muita competência na criação de boas histórias. O arco final de histórias rivaliza com os maiores clássicos do gênero.
8> Jaspion (Kyoju Tokusou Juspion, 1985) – Um herói estiloso, elenco de apoio com Junichi Haruta e Hiroshi Watari, músicas legais e um roteiro com situações variadas. E vilões carismáticos. Também foi a série que me fez redescobrir o interesse no gênero.
9> Robô Gigante (Giant Robo, 1967) – Fazer parte de uma organização secreta com um uniforme bacana e poder controlar um robô gigante superpoderoso era o sonho de qualquer garoto. E musiquinha em versão assobio grudava no ouvido por horas.
10> Changeman (Dengeki Sentai Changeman, 1985) – Produção incrivelmente tosca e personagens incrivelmente legais. Mais motivos pra essa série constar na minha lista? Hayate e Ozora aprontando confusão. Change Dragon x Buba. Músicas cantadas pelo Kageyama.
E você? Quais suas séries preferidas?

16 Comentários so far
Deixe um comentário

Realmente é uma ótima relação… provavelmente se eu fizesse uma lista das minhas preferidas existiriam algumas diferenças, mas todas as séries que você citou são de boa qualidade (só não tenho condições de avaliar o Mebius – deste, só vi os dois primeiros episódios e o filme). Nagado, só uma dúvida: você chegou a ver alguma coisa do Ultraman Nexus? Se a resposta for positiva, você gostou?

Comentário por Ricardo Cerdeira

Fala, Ricardo! A série do Mebius eu vi episódios variados e deu pra ter uma boa idéia da qualidade. E o final é muito bom!

Do Nexus eu vi pouca coisa, incluindo o arco final. Desconfio que, se eu tivesse assistido mais episódios para avaliar, a série teria entrado para as favoritas.

Comentário por Nagado

Tokusatsu mexe com nos sentimentos

Eu incluiria Flashman

Comentário por Marcos

nexus é muito bom,assiste inteiro principalmente a primeira fase que é nota 1000

Comentário por w

O Nexus eu preciso ver com calma. Parece ser mesmo uma série diferenciada.

Flashman era legal, mas o elenco era fraco e realmente não me agradava. Nesse quesito, Changeman dava um banho, pelo menos na minha opinião.

Abraços!

Comentário por Nagado

A minha lista seria encabeçada por Spectreman. É uma série riquíssima tanto pelo conteúdo explorado quanto pelos furos de roteiro, erros de continuidade, revisão medonha… e claro, uma dose cavalar de nostalgia.

Não sei ao certo como seria o restante do meu top 10 , mas com certeza teria também Flashman, Kamen Rider Black, Faiz e Garo. Outro sentai que gostei muitíssimo foi Bioman, mas não tenho certeza se a coloco entre as 10…

Até!

Comentário por Lagarto

Acho que Spectreman seria minha escolha número 11. Se eu ficar pensando muito, acabo refazendo a lista, pois tem ainda o Jiraiya, outra das séries tokusatsu favoritas que ficou de fora. Que mais ficou faltando?

Comentário por Nagado

Seria impossível pra mim montar uma lista com as minhas 10 séries favoritas. Numerá-las em ordem então… Mas a lista apresentada pelo Nagado está realmente muito bom, contendo somento séries de primeiríssimo escalão. Eu só mencionaria entre as 10 primeiras séries como Ultraman Nexus (que já foi citada), Spectreman (idem), Jiraiya. E fazendo número ao time dos defensores do Nexus, gostaria de destacar ainda que a série possui um dos desfechos mais surpreendentes e memoráveis de todos os tempos (aliás, vocês já perceberam que os finais das séries da Tsuburaya em geral dão um banho nos finais da Toei??)

Comentário por Bruno Seidel

Concordo com os que citaram Spectreman e Jiraiya. Embora Jiraiya depois do episódio 38 vira uma bagunça total de roteiro, ainda é Top pra mim. Outra que eu colocaria aí é Cybercop, embora com os efeitos mais toscos desde os 70’s, o elenco era o mais carismatico, as armaduras as mais legais e foi um conceito completamente inovador.

Pra mim, seria:

1. Spectreman
2. O Regresso de Ultraman
3. Kamen Rider Black
4. Cybercop
5. Jiraiya
6. Fuun Lion Maru
7. Jaspion
8. Metalder
9. Sharivan
10. Changeman

Comentário por Matheus (Dynablack)

Vixi, só 10?! Hahaha!!!

Vejamos:

Cybercop- Personagens cativantes, histórias inspiradas em situações do cotidiano, além de ter marcado uma época maravilhosa da minha vida. Nem me importo com os efeitos capengas.
Lion Man (o laranja)- Personagens super carismáticos, batalhas marcantes, uma trama que misturava histórias de samurai com faroeste. Enfim, uma série inesquecível!
Black Kamen Rider- Mistério, ficção científica e uma narração muito dramática. Acho que foi isso que fez com que esta série se tornasse uma das minhas preferidas. Sem falar da sua trilha sonora, que na minha opinião é uma das melhores.
Maskman- Sempre adorei séries Super Sentai (embora naquela época eu nem soubesse que existia esta denominação), mas esta me chamou atenção pela influência das artes marciais e, também, pela grande dose de romance. Acho que foi uma combinação que deu certo.
Jiraiya- Ótima série! Personagens e batalhas marcantes! A série fica mesmo um pouco confusa no final, mas também fica mais emocionante, com o aparecimento do vilão Dell Star.
Jiban- Uma história que, apesar de um pouco infantil, é muito gostosa de acompanhar.
Spielvan- O roteiro pode ser um pouco fraco, mas a trilha sonora é muito boa. Acho que esta série está em minha lista mais por causa do valor que ela teve na minha vida. Spielvan marcou momentos muito bons da minha infância.
Spectreman- Série da P Production, assim como Lion Man. As produções deste estúdio me fascinam! Spectreman é, com toda certeza, um dos meus heróis favoritos, por vários fatores: vilões mais que inesquecíveis, histórias pra lá de bem elaboradas, além dos efeitos especiais super capengas (o que eu também curto muito, hehe!!).
Metalder- Sempre adorei séries tokusatsu dramáticas. E em Metalder isso não falta, né? Acho que eu nunca vi um primeiro episódio de série tokusatsu tão dramático! Outra coisa que curto na série é a trilha sonora composta por Seiji Yokoyama.
Flashman- Acho que se eu fizesse uma lista só de séries Super Sentai, Flashman e Maskman dividiriam o primeiro lugar. Aquela narração, logo no início dos episódios se tornou inesquecível pra mim!

Bom, acho que estas seriam os meus 10 tokus favoritos. Se a lista fosse um pouco maior, também entrariam nela Jaspion, Changeman, Gaban, Ultra Seven e outros.
É muito difícil escolher apenas 10!

Comentário por Gustavo Badran

Bom, fazer uma lista com apenas 10 tokusatsu é meio difícil. Acho que se eu for fazer uma lista com todos os meus tokus preferidos, esta teria uns 20 títulos, eu acho! Hahaha!!!

Mas vamos tentar:

1- Cybercop (1988) Personagens super- carismáticos e roteiros muito bem feitos, inpirados em situações do cotidiano.
2- Lion Man (o laranja, 1973) Japão medieval. Histórias de samurai com clima de faroeste. Acho que isto foi o que mais me atraíu na série.
3- Black Kamen Rider (1987) O melhor Rider de todos, com certeza. Um guerreiro solitário. Muita ficção científica e mistério, além de muito drama.
4- Maskman (1987) Adoro todos os Super Sentai até Timeranger, mas acho que Maskman é o meu preferido. O que me atraiu na série foram as artes marciais e as pitadas de romance.
5- Kamen Rider Zo (1993) O melhor filme de tokusatsu que eu já vi! Muito drama e ficção científica, além das belíssimas músicas.
6- Spectreman (1971) O melhor Giant Hero, na minha opinião. Gosto de tudo na série, desde seus efeitos capengas até seus personagens e histórias marcantes.
7- Tiger Seven (1973) Uma história muito dramática, que chega a lembrar até mesmo as histórias dos Kamen Riders. Influência egípcia. Além de ser um Animal Hero (um dos meus gêneros preferidos) e ser produzido pela P Production (um dos meus estúdios favoritos).
8- Metalder (1987) Adoro o primeiro episódio da série. Nunca assisti um primeiro episódio tão dramático e melancólico! Outra coisa que me atraiu em Metalder foi sua trilha sonora, composta por Seiji Yokoyama.
9- Jiraiya (1988) Adoro artes marciais. Acho que isso foi o que mais me atraiu em Jiraiya. A história fica meio confusa no final da série, mas, em compensação, o aparecimento do vilão Dell Star deixou a mesma muito mais emocionante.
10- Spielvan (1986) Acho que esta série está em minha lista mais pelo que representa em minha vida do que pela sua qualidade.

Há muitos outros tokus que poderiam muito bem estar nesta lista (Jaspion, Jiban, Changeman, Flashman, Gaban, Ultra Seven, Bioman, Liveman, Kamen Rider Stronger, Sky Rider, Kamen Rider J, etc.), mas se for para escolher apenas 10, acho que a lista seria esta.

Abraços.

Comentário por Gustavo Badran

Minha lista era de séries de TV. Farei uma lista de especiais ou longas para cinema depois. E vai ser uma lista quase tão difícil quanto a de TV.

Comentário por Nagado

Ops!
É verdade, nem reparei que era para colocar apenas séries.

Então, apenas com séries minha lista ficaria assim:

1- Cybercop
2- Lion Man laranja
3- Black Kamen Rider
4- Maskman
5- Spectreman
6- Tiger Seven
7- Metalder
8- Jiraiya
9- Spielvan
10- Changeman

Falow!

Comentário por Gustavo Badran

Ah, Nagado, falando sobre longas, você conhece um chamado Ninja Wars?
Assisti este longa há quase 10 anos atrás, depois não vi nunca mais e não consigo achar ninguém que tenha este filme. Até mesmo na internet é difícil encontrar informações. É uma raridade.

Seria interessante uma matéria sobre este filme!

Abraços.

Comentário por Gustavo Badran

Eu deveria começar a lista com as séries Ultraseven, Robo Gigante e Ultraman Jack, pois foram as séries juntas com Spectreman e Goldar que criaram o gosto por tokusatsu, mas a verdade é que estas séries foram importantes mesmo para o meu irmão, 5 anos mais velho, eu sei que via por tabela, e que adorava muito, mas tirando poucos flashes de memória, eu não recordo das séries o suficiente para ainda hoje poder colocar na lista como favoritas, mas sem duvida, Ultraseven e Robô Gigante merecem ser mencionadas como importantes para o despertar do gosto pelos tokusatsus. Preciso muito rever estas séries e ai sim poder colocar com certesa de causa na lista. A sorte que tive foi a reprise da MAnchete em 97 do Ultraman, maravilhoso, mas menos importante em meu imaginario para estar na lista!

10- Winspector e Solbrain: Coloco ambos nesta posição porque meios que são farinha do mesmo saco, não sei se uma se destaca mais ou menos que a outra puxando pela memória, em termos de conceito, estas duas deveriam estar em primeiro lugar da minha lista, e o visual era bom, e o fato de a cada dioa ter um inimigo diferente me atraia muito (achava um porre o fato de nunca variar os inimigos de uma série, sempres sendo o vilão da vez da organisação X) mas em termos de execução a coisa desanda, se fossem mais policiais do que bombeiros, se não lutassem contra gelecas e abutres empalhados, se não acabace sempre com uma pilastra de ferro no caminho e uma explosão no galpão, se não lembrasem tanto o Jiban (série que ãté via, mas me cansava), mesmo assim me divertiam, tinham algumas sacadas bacanas, tinha ação grandiosasa (no primeiro episódio, huahahahaha), na balança, tinha mais virtudes e por ser metalhero merece esta posição

9- Lionman: Se não fosse a narrativa, horas extremamente lentas e as fantasias de pelucia ou de criaturas com cores berrantes, esta seria uma incrivel série de samuray com estética de faroeste italiano Sergio Leone, sem falar da trilha que era simplesmente maravilhosa, em um cinemão dividido em 25 episódios de 25 minutos, em muitos momentos tão bom quanto filmes estrelados pelo Clint, mas só peguei gosto por esta série depois de uma certa idade, na época da Manchete mesmo, tava mais afim de ver Jiraya.

8- Sheider: na época a falta de informação era tamanha que tudo que aparecia depois de Changeman e Jaspion, pareciam versões meia bocas, mesmo vocÊ notando que as séries eram mais antigas era evidente que o unico motivo de estarem passando aquelas séries tão semelhantes era pra aproveitar o sucesso de Jaspion, mesmo assim, teve uma série que se destacou, a armadura era linda, o ator me chamava atenção, a parceira que não paraa de mostrar a calcinha era algo a parte, e a linda vilã (que mais tarde descobri se tratar de uma traveca, calsando um certo trauma) e todo aquele império do mal cafonérrimo eram muito interessantes, muita tosqueira mas talves assim como em Bycrossers a dublagem carioca deva ter dado um charme a mais, por mais que achasse defeitos, não cansava de ver esta série na gazeta.

7- Flashman: Hoje em dia tenho conciencia de que não sou lá muito fã de sentai, mas se changeman teve seu impacto na época de sua estréia, Flashman teve folego para ser ainda mais divertido e não uma mera repetição de tema como o genero em si é, por conseguir chamar atenção mesmo já não sendo a novidade que era o Changemam e o Jaspion, merece estar na lista. (lembrança de última hora, tambem acompanhei alguns episódios de Dekaranger via net pelo veoh, este sim, provavelmente é o sentai que mais me agradou, mas ainda sim, acho que em termos de importancia o flashman merece esta posição, como se alguem se importasse, hahahaha)

6- Jaspion: Só não gosto mais desta série porque tem hora que paréce que só passou este tokusatsu no Brasil, e apesar de ser uma série maravilhoda n~eo é necessariamente a melhor, mas foi a série que mostrou o que tinha de novo em tokusatsu (na época) foi emocionante ver na época o primeiro episódio, uma revolução começava em meu peito, sem falar que o primeiro Metalhero agente nunca esquece!

5- Ryukendo: A unica série qu eu tentei acompanhar na Net, vi uns 20 episódios no Veoh, dai deu aquele problema no site a parei de acompanhar, mas a série tem um que de cybercops e de Bycrossers, duas das séries que mais me divertiram, já virei fã, e agora em portugues vai ser a glória, estou empolgadissimo!

4- Ultraman Tiga: Quando passou na Record, me desapontou, foi muita propaganda por tempo de mais de algumas publicações falando de o quanto esta série era maravilhosa, e quando passou, não parecia ser tudo aquilo, os efeitos já tavam defazados e nem dava pra falar que era porque era antigo, porque não era, mas quando reprisou na Rede 21, ai sim, o Tiga me conquistou, demorou muitos episódios, mas finalmente tinha de volta o gosto em ver uma série ultra.

3- Bycrossers: tosco, bizarro, mas super divertido (inclusive por ser tosco e bizarro), não dá pra levar a série muito a sério, mas é extremamente divertida e dá vontade de rever varias vezes, quer esquecer dos problemas, tá desapontado com o mundo, veja Bycrosses e esqueça da realidade por alguns minutos, é uma ótima terapia!

2- Cybercops: Personagens humanos, praticamente uma equipe ultra, a diferença é que a tecnologia permitia que um grupoo de pessoas comuns (no caso policiais) tivesse um desempenho de super-herói. De resto, vilões marcantes, aventuras agitadas, situações humanas, enfim, um grupo de pessoas quaisquer inserida em uma aventura futuristica e com visual sofisticado (apesar dos efeitos meia boca mas que servciram perfeitamente para contar as histórias muito criativas e dinamicas (se fisecemos vista grossa…)

1- Jiraya: Tem uns episódios muito mracantes, mesmo não sendo a melhor das produções em termos de figurino e efeitos, é de longe a que mais falou comigo, pelo fato de ser um ninja, alguém que por meio de tecnicas e treinamentos fazia coisas incriveis (tirando o fato dele ter sangue de ET e as abobrinhas de Paco), além das missões, eles tinham uma vida relativam,ente normal, beirando a mediucridade de todos nós. No ptrograma cabia de tudo, ação, drama, comédia (muitas veses sem graça), mistério, ficção, magia… E mesmo assim, as explicações convenciam (pelo menos na época).

0,5 – Patine: Imitando o Melhores do Mundo, tenho que dar a nota meia boca, nossa, como odiava a Patrine, mas que a Ballboy e a Latinha do Winspector, eu sempre me perguntava: Quem foi o cretino que trouxe esta merda pro Brasil? Não é obvio que isto ai é uma droga? O cara não assiste as séries antes de comprar? E pelo visto não era o único que achava isto, a menina era feia e boba, mas o fato é que eu acabava vendo quase todo santo dia a Patrine e era muito bizarra, era bizarra e não tinha as partes de ação super legais, porque bizarro por bizarro, Bycrossers também era, e muito, mas tinha aquela moto foda, as naves bacanas, aquele relacionamento dos irmão, e muito salto, muita explosão, já patrine tinha o que? frases toscas, um golpe que era plágio do Zorro com Machineman, crianças mais tontas que a média, ou melhor, tonta como todas as crianças de tokusatso, mas com mais destaque! Cade o veiculo, cade a bazuca, cade a explosão? Mas hoje eu vejo que em vez de tudo isto tinha algo muito melhor, tinha o sujeito que empanava brinquedo! XP

Mas hoje em dia eu confesso que reveria a série, e aposto que hoje iria gostar muito, afinal é um Shotaro Ishinomori, e no final das contas, melhor que Patrine só o Chaves, mas este reprisa tanto que nem mais vejo,, huahahaha!

Saudades da Patrine, hahahahaha!

Parabéns para quem leu até o fim!

Comentário por flasHQ

Eu sou apaixonada por essa série até hoje.Gostaria muito que voltasse a passar. Eu devia ter uns 10 anos quando vi e até hoje lembro cada episódio … cada momento .. as músicas … tudo … tudo.

Comentário por Ligia




Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: